Goiás é cada vez mais coop

O cooperativismo tem grande parcela de contribuição no forte desenvolvimento econômico, social e ambiental das últimas seis décadas de Goiás. Isto só foi possível com a superação das dificuldades enfrentadas no passado, pois quando a OCB Goiás foi constituída, há 65 anos, o modelo de negócio cooperativista não tinha uma imagem consolidada e agregar confiança e credibilidade a esse conceito foi o maior desafio a ser superado pelos pioneiros do cooperativismo.

Nos governos de Getúlio Vargas (1951-1954) e de Juscelino Kubistchek (1956-1961) a ocupação do Brasil Central foi incentivada. A região oferecia aos trabalhadores a oportunidade de melhores salários; vastas extensões de terras para os agricultores e pecuaristas e um mercado novo para empreendedores da indústria e do comércio, a partir do qual já se podia vislumbrar um amplo cenário de desenvolvimento e de produção de riquezas.

Foi nesse contexto que grandes expoentes da sociedade goiana tomaram a iniciativa de criar a União das Cooperativas do Estado de Goiás (UCEG), em outubro de 1956. Muitos anos depois, em 1971, a Lei n° 5.764/71 institucionalizou o Sistema de Representação do Cooperativismo Brasileiro. A partir desse marco legal, a recém-criada OCB promoveu a organização das associações estaduais, tornando-se a representante única do cooperativismo em âmbito nacional. Com isso, as cooperativas filiadas passaram a se enquadrar num modelo empresarial, o que permitiu sua expansão econômica e a consequente expansão dos benefícios sociais que caracterizam o setor.

No final dos anos 80, o cooperativismo goiano reunia cerca de 90 cooperativas registradas. A partir deste período os ramos de crédito e de saúde ganharam grande impulso, tornando-se altamente competitivo. Nos anos 90, principalmente a partir da efetiva instalação do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (SESCOOP/GO), no dia 28 de outubro de 1999, experimentamos uma nova fase de evolução do cooperativismo goiano.

Mas os desafios agora são ainda maiores. O cooperativismo continua em franca expansão em Goiás. Já somos o sexto maior do País em número de cooperativas, cooperados e postos de trabalho. Somente neste ano aumentamos em quase 40% o número de novas cooperativas associadas à OCB/GO, superando o recorde histórico de 2007.

Continuamos empenhados na missão de congregar e defender os interesses do cooperativismo e do desenvolvimento econômico sustentável no Estado, promovendo a intercooperação, a qualificação, as ações sociais e ambientais e os negócios de quase 300 cooperativas no Estado e seus mais de 13 mil colaboradores. Temos o compromisso de ajudar Goiás e o Brasil a se recuperarem dos graves efeitos da pandemia de Covid-19. Vamos, de forma planejada e com a ajuda de parceiros, promover a criação de mais cooperativas, mais empregos, mais renda e bem-estar social no nosso Estado.

Luís Alberto Pereira é presidente do Sistema OCB/GO

Compartilhe:

Mais Notícias

Rolar para cima